quarta-feira, 14 de outubro de 2009

II Semana Cética da UFRGS - Evolução X criacionismo

Do you like this post?
Eles estão de volta!

Um ano após sua estréia no Planetário da UFRGS, exibiremos novamente - agora na Sala Redenção da UFRGS - os dois filmes sobre o embate entre criacionismo e ciência. São parte integrante do Simpósio Darwin 200 Anos que vem acontecendo ao longo deste segundo semestre, e também integram as atividades da VI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, coincidindo, além disso, com a Semana Acadêmica da UFRGS. Bom, já que são tantas as coincidências, porque não dizer de uma vez toda a verdade: esta será a II Semana Cética da UFRGS!

Os filmes, nenhum dos quais se encontra em qualquer locadora no Brasil, serão comentados pelos professores Aldo Mellender Araújo, Renato Zamora Flores e Jorge A Quillfeldt.

O Simpósio Darwin 200 Anos tinha previsto, em sua programação original (antes da gripe), a exibição desses dois filmes - um, a dramatização de episódio histórico real, e o outro, um documentário bem humorado - sobre o embate entre o criacionismo e a ciência. O Simpósio teve sua agenda inteiramente recondicionada e estamos felizes em anunciar que os dois filmes serão exibidos e debatidos ao vivo nas datas de 20 (terça) e 22/10 (quinta) próximos, na Sala Redenção, sempre às 9h da manhã.

Oportunidade única, não percam!

Lá vai o serviço:
  • terça, 20/10, 09h00 - Sala Redenção
O JULGAMENTO DO MACACO
(Inherit the Wind, 1960) - clássico estrelando
Spencer Tracy, Fredric March, Gene Kelly e
Dick York, dirigido por Stanley Kramer: envol-
vente dramatização do julgamento do prof. John
Scopes
, ocorrido em 1925, condenado por en -
sinar as idéias de Darwin aos seus alunos;




  • quinta, 22/10, 09h00 - Sala Redenção

UM BANDO DE DODÔS
- O Circo da Evolução
e do Projeto Inteligente
(Flock of Dodos, 2006) -
documentário bem-humorado dirigido pelo biólogo e
cineasta Randy Olson que aborda o argumento cria -
cionista conhecido como "desenho inteligente" (Inte -
ligent Design
); o filme foi legendado pelo Coletivo
Ácido Cético com o apoio do próprio diretor.



Aguardamos todos lá!

41 comentários:

Renato disse...

Pô, 9h da manhã é sacanagem...
Quem trabalha tá ferrado.

Mauro Paz - Blogger disse...

9h é muita sacanagem para a gente que quer acompanhar os debates, infelismente eu não posso ir.

Jorge Quillfeldt disse...

Car@s,

Este foi o único horário que a Secretaria de Difusão Cultural tinha para nos disponibilizar a Sala Redenção, que é o "cinema" da UFRGS (nossa proposta era às 19h nos mesmos dias. Por outro lado, esta é a Semana Acadêmica na UFRGS, quando a maioria dos professores libera seus alunos para as diversas atividades, então essa combinação até que não é das piores. O único prejudicado é o público em geral. Mas relaxem: está sendo acertada uima exibição com debate dos dois filmes juntos, e num sábado: só que será em Gramado! Aguardem a data certa.

Hoje de manhã comparecereram cerca de 50 pessoas, entre alunos e professores. Pena que dois dos debatedores (Aldo e Renato) não puderam vir... Bem, tentei segurar as pontas lá, conversamos sobre alguns tópicos interessantes, mas não chegou a haver um verdadeiro "debate", o que foi uma pena. Vamos ver se na quinta a coisa fica mais animada...

Ei, criacionistas, cadê suas faixas e cantos de guerra? Vamos lá, coragem: VENHAM TODOS!

Renato disse...

Opa! Aguardarei ansiosamente a data do evento em Gramado então.

L. Felipe A. disse...

nossa que pena! ja passou! ano passado eu fui nos debates e foi uma memoriosa experiencia... deveriamos organizar mais desse tipo de coisas,
estou pensando em realizar um "cafe com ciencia" aqui nas cafeterias do bom fim, vcs topam?
aguardo retorno, abraços
Felipe

Jeferson Arenzon disse...

oi Felipe,

Legal. Topamos sim. Falar de ciência está ficando cada vez mais essencial...
abs,

Nathan disse...

Vi tarde demais =/
Como faço para receber por e-mail divulgações semelhantes?

Jeferson Arenzon disse...

Infelizmente não temos uma newsletter ou algo parecido. Uma maneira de ficar atualizado é assinar o feeds do blog, usando por exemplo, o Google Reader.
Abs,

Israel Goncalves de Oliveira disse...

Para registro. Um adicional para visitantes.
Fonte:
http://pos-darwinista.blogspot.com/2009/12/fraude-dos-dodos-da-ii-semana-cetica-da.html

A fraude dos dodôs da II Semana Cética da UFRGS

"NOTA CAUSTICANTE DESTE BLOGGER:

Eu vi o blog Coletivo Ácido Cético através da indicação do link no site da URGS [não sei até onde vai a legalidade da utilização de um site de universidade pública para a promoção do ateísmo], e cheguei a esta pérola de deturpação sobre o Design Inteligente: o filme "Um bando de dodôs".

O problema do cético globalizado, como é o caso dos membros do CAC é que ele tenta bater palmas apenas com uma das mãos, tem antolhos epistêmicos e não é capaz de considerar as dificuldades epistêmicas fundamentais da teoria geral da evolução no contexto de justificação teórica. Vem aí uma nova teoria da evolução - a Síntese Evolutiva Ampliada que não pode e nem deve ser selecionista por causa das evidências encontradas na natureza. Quem anunciou a crise paradigmática da biologia evolutiva? Quem anunciou o surgimento de uma nova teoria da evolução? Quem, cara pálida? Nós os céticos e críticos científicos da teoria do design não inteligente (Darwinismo).

Quando eu vi a promoção do "UM BANDO DE DODÔS - O Circo da Evolução e do Projeto Inteligente " na I Semana Cética na UFRGS, 13/10/2008, eu até ri pra valer, e nem me importei. Afinal de contas, quem está na chuva é para se queimar. Nem sei como eu perdi o anúncio da II Semana Cética na UFRGS. Novamente o documentário em questão. Haja falta de criatividade, sô!

O que o CAC não reporta para seus leitores, é que logo após o documentário de Olson ter sido apresentado nos Estados Unidos, nós do DI respondemos com o site "Hoax of Dodos" [A fraude dos dodôs]. Visite o site e veja as fraudes perpetradas pelo 'biólogo' Olson que é incensado pelo CAC.

Uma das fraudes do documentário de Olson: que os embriões de Haeckel não são usados nos livros-texto de Biologia modernos como prova da evolução (ancestralidade comum). No Brasil, até recentemente Amabis e Martho usaram estes desenhos, deixaram de usá-lo, mas não dizem por que deixaram: eles sabiam que era uma fraude secular??? Um amigo meu, autor de um dos livros didáticos aprovados pelo MEC/SEMTEC/PNLEM, me confidenciou que os autores dos livros didáticos sabiam disso... "

Jeferson Arenzon disse...

1) Pra começar, este site não tem absolutamente nada a ver com a UFRGS além das pessoas aqui envolvidas trabalharem ou estudarem lá.

2) Nem todos no CAC são ateus. Nosso objetivo não é "a promoção do ateísmo", e sim do pensamento crítico (podes olhar na wikipédia para ver a definição).

3) Mas e SE fosse um site da UFRGS e SE estivéssemos promovendo o ateísmo, qual o problema? Legalidade? Melhor avisar os SNI. Façam-me o favor. Ouvir um químico que não sabe o que é entropia falando de evolução DENTRO da UFRGS pode? Grupos de reza DENTRO da UFRGS com cartazinhos marcando reuniões pelas paredes pode?

4) Quanto ao eterno uso fora de contexto dos embriões (isso sim é que é falta de criatividade: os argumentos criacionistas estão listados e catalogados, são sempre os mesmos, não importa o número de vezes que tenham sido refutados), aqui tem uma resposta definitiva:

http://pandasthumb.org/archives/2007/02/the-haeckelwell.html

Em resumo, a evolução NÃO se se baseia e não depende do que dizia o fantasma de Haeckel. Se quiseres continuar discutindo este ponto em particular, responda primeiro o que o P.Z. Myers escreve no link acima.

Jeferson Arenzon disse...

A propósito, temos uma nova regra para comentários: links devem ser usados para dar uma referência ao argumento utilizado, e não como argumento em si mesmo. Comentários que não obedecerem este requisito e/ou que forem considerados panfletários, serão removidos. Isto não é censura, se chama peer-review, como nas revistas científicas: para ser publicado, tem que satisfazer os critérios da publicação (o blog) definido por seus editores (nós). Comentar aqui é um privilégio, não um direito.

Anônimo disse...

Wagner disse...

Tenho a leve impressão de que, se os criacionistas se sentissem de alguma forma "atingidos" pelos princípios da física como se sentem "atingidos" pelos princípios da biologia, os argumentos deles seriam mais ou menos assim:

"Ahá...A Mecânica Newtoniana não fornece resultados corretos em altas velocidades. Ahá...nem em sistemas com altos valores de força gravitacional. Ahá...A Mecânica Newtoniana está toda errada! Sir Isaac Newton não sabe nada e fez uma teoria cheia de furos. A teoria dele é absurda. Vejam, ela não funciona em altas velocidades...Ahá...Viram, viram? Nossa teoria das Forças Inteligentes, que mostra que são forças divinas que mantém os planetas em órbita, deve ser aceita como científica, ensinada para as crianças nas escolas e deus existe."

Israel Goncalves de Oliveira disse...

Jef.

1) "do link no site da URGS [aqui está o seguinte link: http://lief.if.ufrgs.br/~jupaukowski/links.html] [não sei até onde vai a legalidade da utilização de um site de universidade pública para a promoção do ateísmo]"

2) "pensamento crítico", quanto a este blog, muito discutível, mas...

O nosso amigo Enézio deve ter pensado, sei lá porque, que o CAC é um blog ateu.

Mas quanto a ser cético... hummm.. já discutimos isso, não?

3) Claro! Qual o problema? Mas lembra daquela tua preocupação quanto a pensarem que o IF era criacionista, tu mesmo disse lá n'orkut, lembra?
Tudo bem! Que que são alguns kbaitezinhos num servidor web da UFRGS divulgando ideologias (http://lief.if.ufrgs.br/~jupaukowski/links.html)

Será que esses cartazes são pagos pela UFRGS? Isso deve ser investigado.

4) Ok! Não falo mais nessa (outra) fraude!

Então eu poderia ter invertido a ordem: colocado o comentário do Enézio e depois o link.

Obrigado pelo privilégio!

É que como eu sou um cara muito cético, eu achei interessante expor aqui uma "Outra Leitura".

Wagner,

""atingidos" pelos princípios da biologia"

Lei da biogénese, por exemplo? Que APENAS vida gera vida? Quais são os princípios da biologia que vão contra o criacionismo?

Poisé, esse "teatro" é o que acontece com a filosofia naturalista.

"Olha como o homem e o macaco são semelhantes, aha! São parentes! Mesmo ancestral!
Olha um fóssil de dinossauro...deve ter morrido na beira de um pântano e NÃO APODRECEU durante eras geológicas formando um fóssil de milhares de anos!
O mais adaptado sempre sobrevive... aha!! só sobrevive o mais adaptado!! E se o mais adaptado morre? Aha! não era o mais adaptado!
Reproduzimos em ambiente controlado uma atmosfera POSTULADA como sendo a de uma POSSÍVEL terra primitiva que existia há POSSÍVEIS bilhões de anos. Colocamos exatamente as moléculas que formam uma célula, pois, obviamente, a atmosfera teria de tê-las...e AHA!!!! PROVAMOS QUE VIDA SURGE AO ACASO... FERINDO 3 LEIS NATURAIS!!!

aha! AHA!! Deus não existe!"


Por favor, Wagner, eu não sou um ignorante em ciência. Não tenhas como alvo minha intelectualidade (não insulta a minha inteligência).

Juliana Paukowski disse...

Israel,

Minha página não divulga ideologias, são links pra diversos sites e blogs científicos e/ou céticos. De qualquer forma, é uma página pessoal, espaço que eu utilizo com a autorização dos responsáveis e poderia fazer uma animação de palitinhos lutando que não estaria ferindo o papel dela.



Curiosidade: Por que tanta insistência? Há um vazio dentro de ti? =)

Eu perguntaria quais as três leis naturais, mas você não responderia.

Israel Goncalves de Oliveira disse...

"Minha página não divulga ideologias"

Aham...

"são links pra diversos sites e blogs científicos e/ou céticos"

Mesmo?

"De qualquer forma, é uma página pessoal, espaço que eu utilizo com a autorização dos responsáveis e poderia fazer uma animação de palitinhos lutando que não estaria ferindo o papel dela."

A crítica do Enézio procede pois, independente dos responsáveis, é utilizado recursos da UFRGS. Agora, se isso é ilegal ou não, é ético ou não... digamos que e se um professor da UFRGS utilizar seu site para divulgar sobre espiritismo, por exemplo? E se um grupo teísta imprimir cartazes sobre seus cultos nas dependências da UFRGS com recursos da UFRGS?

Mas como eu disse, por mim, tudo bem! Que que são alguns poucos cluster, uns poucos milhares de baites passando pela rede? Nada que valha a pena se incomodar.

As treis leis?

1º) Lei da Biogênese
2º) 2º Lei da Termodinâmica
3º) 3º lei da Termodinâmica

Eu perguntaria quais as provas da abiogênese, mas você não responderia.

"Curiosidade: Por que tanta insistência? Há um vazio dentro de ti? =)"

Estou apenas respondendo.

Anônimo disse...

Wagner disse:
Puxa Israel, ninguém aqui está tentando insultar a tua inteligência. É totalmente desnecessário insultar a inteligência de um criacionista. Seria pura tautologia.

Abraços a todos.
PS: Pessoal, eu sugiro marcarmos um bate papo aqui em Porto Alegre. Quem sugere um bar qualquer? Quem sabe depois de olhar a exposição sobre o Darwin lá no Praia de Belas? De preferência no mesmo horário do culto...

Israel Goncalves de Oliveira disse...

Waguinho,

Seja mais sério, tentar proferir ofenças elegantes não é uma boa forma de reponder comentários inteligentes.

Anônimo disse...

Wagner disse:
Puxa, Israel, era só uma brincadeirinha. É claro que tu fazes somente comentários inteligentes. Todos nós sabemos disso. O problema é que o pessoal aqui, definitivamente, não tem conhecimento científico-filosófico suficiente para te entender e aceitar teus comentários sábios oriundos do profundo conhecimento da bíblia e do criacionismo. A propósito, eu ando com uma dúvida faz tempo mas como era um aspecto pessoal eu nunca me permiti perguntar. Mas, já que te deste o direito de colocar um apelido diminutivo sutil e levemente pejorativo em mim (Waguinho), acho que posso também extrapolar um pouquinho contigo.
Ô Israel, responde aí vai: Nesta foto que aparece ao lado dos teus comentários tu és a criatura de deus da direita ou da esquerda? Sabe, Israel, Freud era um cara bem inteligente também...

Anônimo disse...

A idolatria a Darwin não é atitude de céticos e sim de crentes acríticos. Pseudociência é ciência corrompida pelo poder, dinheiro e glória, e nunca a Ciência esteve tão corrompida! O Climategate é um exemplo, a ponta do iceberg, do que cientistas são capazes de fazer e à profundidade a que conseguem chegar se aproveitando da caixa - preta de universidades para fazer as seguintes baixezas: manipulação de dados em pesquisas científicas, processo corrompido de per - review de revistas científicas forjando consensos inexistentes e calando adversários, tudo financiado com o dinheiro público! Sem falar na cumplicidade da imprensa!
Não me admira que o que acontece na ciência do clima aconteça em outras ciências, inclusive na Biologia.
Nenhum cidadão brasileiro que trabalha cinco meses para pagar tributos autorizou que seu suado dinheiro seja utilizado para seu malefício em nome da Ciência!
Transparência para o meio acadêmico já!

Anônimo disse...

Wagner disse:
Olá Anônimo...
Nós os céticos não idolatramos Charles Darwin. Apenas respeitamos sua capacidade cognitiva a ponto de render, com o passar dos anos, algumas homenagens a ele. Infelizmente ele acabou massacrando alguns conceitos religiosos mas, fazer o quê? Todos sabemos que mentira tem perna curta não importa o quanto bonita e grandiosa a mentira seja.
A definição de Pseudociência não é bem o que colocaste mas concordo contigo que existe, e talvez sempre tenha existido, corrupção em todos os níveis das atividades humanas inclusive na ciência. Ou tu achas que físicos e engenheiros fabricarem bombas nucleares para que cidades sejam incendiadas com elas não é corrupção por dinheiro e poder? Sempre foi assim que funcionou. A questão é que ninguém tem um instrumento chamado "corruptômetro" para saber se hoje a situação é pior ou melhor que ontem. Além disso, dinheiro público nessa história é o que tem de menos. A iniciativa privada hoje domina totalmente tudo e compra a todos nós de uma forma ou de outra. Bem vindo ao capitalismo.
O que tu queres dizer com "...não me admira que o que acontece na ciência do clima aconteça em outras ciências, inclusive na Biologia", tentando insinuar que tudo na ciência é mentira, colocando tudo num nível comum, é uma falácia chamada de "declive escorregadio" e é um dos pontos mais fracos do teu texto.
A ciência e o pensamento crítico no Brasil até que vêm surpreendendo, indo relativamente bem num sentido geral. As conquistas na questão das células tronco, por exemplo. Parece que os argumentos pueris dos fanáticos religiosos não funcionaram muto bem nesta questão...
Abraços a todos

Anônimo disse...

Wagner, assim como o Enésio eu rio dos seus argumentos... sabia que ateus também podem ser fanáticos? Quer um exemplo? O Richard Dawkins!
Honestidade intelectual é bom e não faz mal a ninguém: cem milhões de pessoas foram assassinadas por ditaduras comunistas atéias, ou vai me dizer que Joseph Stalin, Mao Tsé - tung e Pol Pot criam em algum deus? Ora, faça - me o favor!
Nos Estados Unidos existe o Museu do Comunismo e fica em Washington D.C., cujo fundador é um cientista - ele é historiador. É só procurar no Google!
Rá, rá, rá, rá, rá... que tal um pouquinho de conhecimento de Ciências Humanas e Sociais... tipo Arqueologia, História, Sociologia e Antropologia, hein? Não é possível fazer Ciências Humanas e Sociais sem conhecer Religião, meu caro Wagner!
Ateu que não respeita religião é cômico mesmo! E ainda se leva muito a sério! relaxa! vai pescar antes de chamar aqueles que têm uma religião de fanáticos!

Nathan disse...

Quantas pessoas foram mortas por religião?

Aliás, matar pessoas é legal... Deus mesmo dizimou a humanidade inteira com um dilúvio...

Jeferson Arenzon disse...

Anônimo,

Deixe-me dar um exemplo de desonestidade intelectual. Durante a Segunda Guerra Mundial, Hitler foi diretamente responsável por mais de 30 milhões de mortes (entre os diversos genocídios e civis e militares mortos em batalha). Hitler certamente era teísta (há uma completa discussão sobre isso na Wikipedia). Desonesto seria dizer que as mortes ocorreram PORQUE Hitler era teísta. Poderia te dar vários outros exemplos de desonestidade intelectual, mas estaria somente dando de comer ao(s) troll(s).

Racionalista disse...

Nem sempre a religião é a responsável pelas atrocidades cometidas em nome de deus. Entretanto, há alguns episódios em que de fato parece ter sido. Um bom exemplo de prepotência religiosa são as caças às bruxas promovidas por cristãos católicos e protestantes!! Aliás a Santa Inquisição, patrocinada por Roma, não pode jamais ser esquecida!

Anônimo disse...

A desonestidade intelectual dos ateus reside em colocar na religião a culpa por todos os males da Humanidade ao mesmo tempo em que malandramente omitem o maior genocídio do século XX perpetrado por ateus. Isso é aplicar dois pesos e duas medidas!
Se vocês conhecessem Arqueologia Bíblica, Teologia e História do Cristianismo teriam moral e autoridade para criticar a Religião, pelo visto têm conhecimento de Almanaque, sempre a mesma ladainha de Igreja Católica, Igreja Protestante e blá, blá, blá.
É preciso humildade e mente aberta para compreender a religião e reconhecer a sua importância, mas é pena que poucos ateus e agnósticos possuam tais qualidades em relação à religião. Vocês precisam aprender a fazer a diferença entre o ser humano que é quem comete as atrocidades contra seus semelhantes e a religião em si! Mas vocês misturam tudo!
Eu também critico a religião, mesmo sendo crente em Deus, mas eu estudo a Bíblia, já percorri várias igrejas para falar com conhecimento de causa.
Já a maioria dos ateus falam sem saber do que estão falando... nem devem saber o que foram os regimes comunistas ateus da Alemanha Oriental, Romênia, Tchecoslováquia, Iugoslávia, Rússia, China, Coréia do Norte... realmente... o ateísmo é excelente para os Direitos Humanos, os norte - coreanos e os cubanos que o digam!

Israel Goncalves de Oliveira disse...

Waguinho,

Saiba que esse apelidinho não foi com intenções pejorativas.

Estava pensando, nem sei porque, que o tu tem um comportamento bem estranho. Recomendo que não leve para o lado pessoal.

"Prá quê, né!?"

Jeferson Arenzon disse...

Anônimo,

Gostei da tua frase:

"Vocês precisam aprender a fazer a diferença entre o ser humano que é quem comete as atrocidades contra seus semelhantes e a religião em si! Mas vocês misturam tudo!"

Principalmente quando lida junto com teu comentário anterior. Te deixo a vontade para escolher qual o adjetivo que se aplica no teu caso.

Anônimo disse...

Wagner disse:

Israel, eu já te expliquei que tu e demais crentes em geral estão delirando. Existem dois locais adequados para os teus delírios: Templos e hospícios. A única diferença é que dos templos os loucos podem sair e entrar quando bem entendem.

Pessoal, me desculpem mas café para louco vai sem açúcar.

Quanto a correlação ateísmo comunismo e mortes, convenhamos, que pobreza de argumento. Ainda que ateus fossem monstros malígnos nem com muito esforço conseguiriam chegar aos pés da vileza, da mesquinharia, da arrogância, do sadismo, da sacanagem, do mau exemplo, da falta de ética e de moral do deus cristão. Conhecer arqueologia bíblica, história do cristianismo e teologia significa ter conhecimentos de moral e ética?A bíblia por acaso é algum tipo de guia moral? Só se for para quem não a leu ou para aquele bando de beduínos ignorantes que a escreveram e cujos descendentes continuam brigando entre si, até hoje, feito cães e gatos.

Israel Goncalves de Oliveira disse...

Wag,

"eu já te expliquei que tu e demais crentes em geral estão delirando. Existem dois locais adequados para os teus delírios: Templos e hospícios. A única diferença é que dos templos os loucos podem sair e entrar quando bem entendem."

Depois eu falo que alguns aqui tem comportamento adolescente e querem ficar brabos comigo.

É, eu lembro que tu tentou explicar, mas acho que eu usei as mesmas palavras que tu usou no teu caso e ficaram tão melhor escrito que achei que tu tinha entendido.

És afiado para falar de forma ofensiva, mas esquivo e lerdo para falar sobre ciência, contra argumentar o que deve ser contra argumentado e em evitar desvio do assunto principal.

Quanto ao último parágrafo, denuncia bem o teu estado atual intelectual.

Recomendo: menos paixão, menos emoção, mais razão e seriedade.

Como dizem: foco, FOCO!! Meu amigo.

Anônimo,

Repare na seguinte afirmação:
"Principalmente quando lida junto com teu comentário anterior. Te deixo a vontade para escolher qual o adjetivo que se aplica no teu caso."

Entende a falta de objetividade?

Meus caros,

Minha experiência em discutir nesse blog me ensinou muitas coisas, tais como o quanto pessoas bem formadas, bem graduadas podem deixar-se levar por paixões cegas e práticas intelectuais desonestas.
Pretendo não abandonar as discussões nesse blog.

Anônimo disse...

Wagner disse:
Além disso tudo, realmente "entender de" e "falar sobre" religião e deuses é bem complicado mesmo. Só pode. São milhares de religiões diferentes, milhares de deuses diferentes. Ninguém sabe quem é quem e eles ainda não se decidiram quem tem razão. E nem estão tentando. Aliás, religiosos em geral deveriam se reunir e decidir, de uma vez por todas, qual é o deus que existe mesmo e quais os outros milhares que não existem. Deveriam aproveitar e decidir, também, de uma vez por todas, qual a religião que apresenta princípios éticos e morais corretos e quais não. Cada louco mostra seu respectivo livro escrito por "inspiração" no respectivo deus como "o guia dos guias morais". Num deles está escrito que se um sujeito roubar deus manda separar a mão dele do braço. Outros ensinam espancar mulheres supostamente adúlteras, outros dizem que não pode. Que saco essa gente. Uns dizem que esse tal de Jesus Cristo é um salvador enviado por algum deus, outros dizem que não, que o salvador ainda nem apareceu por estas bandas. Uns dizem para não comer vacas outros dizem que pode comer vacas mas não pode comer porcos. Uns dizem que o sujeito morre e vai para o céu outros dizem que vira espírito e fica por aí nas redondezas. Uns invocam a presença de deuses onipresentes(curioso...) através de rezas e ladainhas. Outros fumam charuto, acendem velas e sacrificam galinhas que nem sequer são aproveitadas como alimento (maldade com o bicho que não tem nada a ver com a religião do sujeito). Mas que gente maluca. Isso sem falar naqueles que chutam santos no altar (e ganham muito dinheiro com isso) e ainda naqueles que são tão bandidos que estão presos por lavagem de dinheiro. Moral e religião. Que dupla. E a primeira coisa que religiosos fazem quando conquistam outros povos, a base de pauladas, em nome e com a ajuda do respectivo deus, é forcar os vencidos a engolir os preceitos da religião dos dominantes. Depois perseguem quem não se converteu ou quem não caiu no conto do vigário. Olha gente, cuidado. O cristianismo já está com os dias contados. Maomé está vindo com tudo.
O que estes religiosos e crentes em geral precisam é estudar história por livros sérios, de autores sérios. E precisam pensar um pouco sobre o assunto também. "Arqueologia Bíblica". Essa é ótima. Bem ao mesmo estilo de "criacionismo científico". Expressões geniais mesmo. Semelhantes, em estrutura lógica, à "verão nos alpes" ou "dignidade numa reunião de coprófilos."
E eu que pensei que neste blog iria poder conversar educadamente com gente cética e inteligente. Mas o ruído de fundo é um saco. Será que ateus em geral entram em templos e ficam se manifestando durante os tais de cultos, botando defeito ou atrapalhando o direito dos outros? Atrapalhando as rezas? Que saco esses crentes. E os metidos a cientista inteligente então? Especialistas em evolução e criacionismo. Um exemplo triste e enfadonho do quanto ridículo a religião pode tornar alguém.

Racionalista disse...

Wagner

Tens toda a razão!! Teu pensamento é lúcido e preciso, contrariamente ao do "criacionista cético" (grande contradição que o sujeito sequer percebe!!!), sempre confuso, às vezes trazendo argumentos medievais como as tais provas de Tomás de Aquino (que ele não citou!!) e possivelmente imaginou que fosse de algum criacionista contemporâneo pois afinal está na web; outras vezes choroso, melodramático e infantil (como quando se queixou de seus professores - que peninha!!). Enfim, um religioso arrogante, preconceituoso e incapaz de uma autoavaliação sobre a sua mediocridade.

Abraços céticos!!

Israel Goncalves de Oliveira disse...

Macartismo? Não fiquem falando como se eu fosse o vilão, não adianta tentar me ofender, nem ofender minha crença, não faz sentido...

Até agora não vi um contra argumento inteligente dos senhores sobre as questões que eu levantei, sobre os meus contra argumentos e houve uma ignorância quase total a possíveis tentativas de refutações as vias de Tomás.

Ou seja, como sempre, desviam do assunto.

Eaí pessoal!?

As falhas epistemológicas da TE??
A abiogênese ferindo leis naturais?
As vias de Tomás?

Ninguém pra fazer uma tentativa? Ou vão ficar de blá blá, filosofia barata, xingando os outros, sarcasmo e demais bobagens pseudo céticas?

Anônimo disse...

Wagner disse:
Tá bom, pessoal, hoje estou com a paciência a pleno...

Israel, essa conversa de "A abiogênese ferindo leis naturais" apresenta a mesma falha lógica de raciocínio que permeia as tentativas ingênuas de Tomas de Aquino. Os que estão acostumados com a lógica e o pensamento científico (esse mesmo tipo de lógica que possibilita que escrevas bobagens usando um PC e não um pergaminho), sabem que as mesmas são refutadas simplesmente porque elas não passam de meras petições de princípio. E, quanto a falhas epistemológicas da Teoria da Evolução, se é que existem, bem: Tu preferes sentar numa cadeira onde talvez more um provável cupim ou tu preferes sentar numa cadeira onde já moram milhares de cupins? "Entendeste ou queres que te faça um desenho?"

A propósito, Israel, uma dúvida muito importante que eu tenho sobre um assunto importantíssimo que certamente tu dominas muito bem:
Sem ter absoluta certeza quanto tempo iria durar o dilúvio, já que deus estava se mostrando um sujeito pouco confiável por ser bastante suscetível a crises de auto-crítica destrutivas (curiosamente nunca auto-destrutivas), Noé mesmo assim levou um "casal de cupins" na arca ou ele resolveu não arriscar?

Anônimo disse...

tanananan! como serão os proximos capitulos dessa novela? esperando...

Israel Goncalves de Oliveira disse...

Waguinho,

Muito engraçado o casal de cupins.

Novamente, fala como se as questões que levantei fossem tão fúteis que não vale a pena contra argumentar, mas o que tu mais fala aqui são coisas fúteis. Então, sendo mais didático, farei algumas perguntas bem simples:

A abiogênese fere a Lei da Biogênse?

Se uma célula completinha, com todas as organelas, moléculas para alimentar-se, toda a informação no DNA (que provavelmente não pode ter menos que muitas enciclopédias em quantidade de informação) e funcional surgiu ao acaso, crescendo em complexidade com raios, luz solar e muita chuva... por que o homem com todo esse dinheiro, tecnologia, inteligência e vontade de recriar uma célula com vida não conseguiu nem criar uma membrana celular decente e fechá-la?????

Mais questões sobre a TE:

São várias as questões abertas na atual teoria da evolução através da seleção natural que a Nomenklatura científica e a Grande Mídia não têm discutido publicamente por razões mais do que óbvias: elas fortalecem as críticas levantadas por evolucionistas céticos, criacionistas e pelos teóricos e proponentes da teoria do Design Inteligente.

São várias as questões abertas em evolução. Eis algumas delas abaixo:

1. Questões procedentes da evolução morfológica

O efeito do folhelho de Burgess: Por que os planos corporais dos metazoários surgem de forma abrupta e plenamente funcionais?

Homoplasia: Por que as morfologias similares surgem independente e repetidamente?

Convergência: Por que algumas linhagens relacionadas distantemente produzem designs similares?

Homologia: Por que os elementos construtivos se organizam como planos corporais fixos e formas de órgãos?

Novidade: Como os novos elementos são introduzidos nos planos corporais existentes?

Modularidade: Por que as unidades de design são reutilizadas repetidamente?

Restrição: Por que nem todas as opções de design de um espaço fenotípico são realizadas?

Atavismos: Por que os caracteres há muito tempo ausentes em uma linhagem reaparecem?

Tempo: Por que as taxas de mudança morfológicas são desiguais?

2. Questões procedentes da relação genótipo-fenótipo no desenvolvimento e na evolução

O cenário Jurassic Park: O código genético contém a informação completa da forma organismal?

Novidade: Por que novos elementos estruturais surgem das mutações?

Polifenismo: Por que o conteúdo genético idêntico pode ser associado com fenótipos morfológicos muito diferentes?

Redundância e sobredeterminação: Por que há múltiplos caminhos genéticos e bioquímicos para a realização de formas biológicas?

Discordância: Por que a evolução morfológica e genética procedem em velocidades diferentes?

Epigênese: Como é mediada a relação genótipo-fenótipo no desenvolvimento?

3. Questões procedentes do desenvolvimento

Questões abertas concernentes à epigênese e o seu papel na evolução morfológica

Programas: A geração de desenvolvimento de forma organismal resulta de programas determinísticos?

Contexto: Como são modulados os processos de desenvolvimento pelo contexto epigenético?

Propriedades Genéricas: Qual é o papel das propriedades psicoquímicas dos materiais biológicos?

Ambiente: Qual é o papel do ambiente externo no desenvolvimento?

4. Questões procedentes da teoria evolucionária

Questões abertas concernentes à teoria da evolução morfológica

Origem: Quais mecanismos geradores são responsáveis pela origem e inovação de caracteres fenotípicos?

Plasticidade: As capacidades de resposta de desenvolvimento evoluíram especificamente, ou a plasticidade é uma propriedade primitiva?

Epigênese: As regras da transformação de desenvolvimento modelam a evolução?

Capacidade evolutiva: O potencial evolucionário de uma linhagem está associado com a capacidade do seu sistema de desenvolvimento responder ao ambiente?

Assimilação: Qual é o papel da cooptação genética e da assimilação na evolução da forma organismal?

Fonte: Biological Emergences - Evolution by Natural Experiment - Robert G. B. Reid

Israel Goncalves de Oliveira disse...

Sobre a Síntese Evolutiva Ampliada:

As festividades da Nomenklatura científica no mundo inteiro celebrando Darwin como o homem que teve a maior ideia que toda a humanidade já teve, retorna neste ano com um novo lançamento teórico - a Síntese Evolutiva Ampliada, numa tentativa de recuperar a credibilidade epistêmica desta teoria científica, duramente atingida pela montanha de evidências contrárias em várias áreas científicas no contexto de justificação teórica: elas não corroboram as hipóteses transformistas de Darwin.

No ano passado, os artigos e pesquisas da chamada "seleção positiva" caíram 99.9%. Em apenas dois anos, a perda acumulada já supera a marca de 90% do que foi ganho com a incorporação das ideias genéticas mendelianas. Há rumores de que o espectro de Lamarck, o francês, anda rondando a casa do inglês de Down.

A evolução através da seleção natural encanta os cientistas evolucionistas em todo o mundo desde 1859, mas a crise epistêmica se agravou no século 20 e início do 21, levando os críticos e oponentes a emitir suas críticas alto e bom som no mundo inteiro.

O duro é que o pior da crise epistêmica ainda não passou, pois a esperança da Nomenklatura científica é de que agora o mundo possa relaxar e desfrutar de uma nova teoria geral da evolução -- a SÍNTESE EVOLUTIVA AMPLIADA, que, contrariando Darwin, não será e nem deve ser selecionista.

"Estamos confiantes de que o público continuará aceitando sem questionar os nossos artigos "Darwinianos" made in Down, disse o secretário da Educação da Nomenklatura científica, Rodrigo Porca Miseria. "Pensar o fato, Fato, FATO da evolução sem a seleção natural faz pouco mal para a educação, mas pensar a evolução da evolução darwiniana sem a seleção natural é muito menos mal epistemicamente do que outras coisas como o chamado criacionismo científico e a pseudociência do Design Inteligente."

Fonte: http://pos-darwinista.blogspot.com

Israel Goncalves de Oliveira disse...

Waguinho,

Não te faça de surdo (cego)!!
Responde, tá!?

Anônimo disse...

Wagner disse...
Israel, essas dúvidas todas constituem prova da validade do criacionismo e da conseqüente existência de deuses?
Dúvidas em relação a mecanismos biológicos não esclarecidos são somente dúvidas em relação a mecanismos biológicos AINDA não esclarecidos. Israel, entenda que a falta de explicação para raios e trovões dos Israéis de antigamente era simples: Deus. O papai do céu CRIA os raios e trovões. Só depois apareceu uma coisa chamada teoria eletromagnética que, curiosamente, não estava escrita na bíblia.
Pessoal, é cansativo...O sujeito é mesmo um porre de vinho barato.

Racionalista disse...

Wagner,

De fato é um saco o cara "criacionista cético"! Imagina se vamos responder a cada lunático que por aqui passa!! Ele não entendeu meus argumentos e então é simples: "não gasto mais pólvora em chimango".

Anônimo disse...

Wagner disse...
É racionalista, é bem isso mesmo. É cansativo...
Bem, pelo menos o Israel é um teísta aparentemente pacífico. Já pensou ter que tentar argumentar racionalmente com um sujeito assim, do tipo cabeça dura, mas com comandos religiosos internalizados do tipo "exploda o corpinho e lucre virgens no além?"
Bum!

Israel Goncalves de Oliveira disse...

Wag,

Qual deveria ser o tratamento desejável quando lidamos com teorias com falhas científicas? Não estou falando de dúvidas, estou falando de FALHAS, erros grosseiros.

Cadê o método científico?

Então a vida surgiu ao acaso pura e simplesmente porque não sabemos como foi, mas devemos crer que foi! Pois não podemos inferir que um ser superior e inteligente criou a vida! Então vamos teorizar absurdos, pois cremos que um dia teremos a resposta, não importa quanto tempo, nem importa se teremos de fato alguma resposta, mas NUNCA aceitaremos que a vida é um projeto inteligente e intencional! É assim?

Vamos ignorar a lógica, a ciência honesta e neutra, o método, a verdade... apenas porque não podemos de forma alguma pensar em algo que leve a pensar que possa existir algo que não seja natural.

Então qual a nossa origem? Qualquer porcaria, qualquer idéia burra e absurda, mas qualquer coisa, mesmo que tola, para que não venhamos a pensar num momento se quer que viemos das mãos de alguém que é além da sua criação.

Como dizem ateus famosos: qualquer porcaria serve, desde que seja a favor das teorias naturalistas.

Devemos querer estar do lado da verdade e não que a verdade esteja do nosso lado.