sexta-feira, 17 de junho de 2011

The rap guide to evolution

Do you like this post?


atendendo aos pedidos, traduzimos uma das letras!


About the show
Darwin Got It Going On!

A novel species of theatre combining the wit, poetry and charisma of a great rapper with the accuracy and rigor of a scientific expert, Baba Brinkman’s The Rap Guide to Evolution uses hip-hop as a vehicle to communicate the facts of evolution while illuminating the origins and complexities of hip-hop culture with Darwin as the inspiration.

A smash hit at the Edinburgh Fringe and around the world, The Rap Guide is at once provocative, hilarious, intelligent and scientifically accurate. Brinkman performs his clever reworkings of popular rap singles as well as his own originals to illustrate Natural Selection, Sexual Selection, Evolutionary Psychology and much more.

Brinkman undertook the project at the suggestion of Dr. Mark Pallen, author of The Rough Guide to Evolution. After seeing Brinkman’s internationally acclaimed Rap Canterbury Tales, Dr. Pallen challenged the polymath rapper to “do for Darwin what he had done for Chaucer.” In order to ensure scientific and historical accuracy, Brinkman consulted Pallen throughout the creative process, making The Rap Guide to Evolution the first peer-reviewed hip-hop show. Pallen has described Brinkman as having “swallowed the idea and turned it into a work of genius.”

But, as The Scotsman’s review explains, “Where most people would be happy just to convey the gist of Darwin’s theories in rhyme, Brinkman adds a twist: this isn’t just a show about evolution delivered in a hip-hop style, it’s also a show about the evolution of hip-hop…Evolution, it transpires, has much to teach us about hip-hop, and vice versa: bling is a fitness display; the process of natural selection operates on iPod playlists and teenage pregnancy in the ghettos can be read as an evolutionary strategy designed to maximize the chances of genetic material being passed on in a high-risk environment.”

As Edinburgh’s Scotsman newspaper said, “you’ll never look at a hip-hop video in the same way again.”

____________________________________________

  • O CD completo pode ser baixado ou adquirido aqui
    (recomendamos que apóiem o colega!)

____________________________________________

Adianto a tradução do primeiro RAP que ele cantou no vídeo acima:

( Voluntários para legendar /sincronizar no vídeo, um passo a frente, por favor? )


Eu sou um Africano

Eu sou um Africano, eu sou um Africano
E eu sei o que está acontecendo '
Eu sou um Africano, eu sou um Africano
Os arqueólogos sabem o que está acontecendo '
Você é uma Africano? Você é uma Africano?
Você sabe o que está acontecendo?
Eu sou um Africano, eu sou um Africano
Os Geneticistas sabem o que está acontecendo '

Não, eu não nasci em Gana, mas a África é minha mãe
Porque foi daí que minha mãe conseguiu sua mitocôndria
Você pode tentar lutar se quiser, mas não vai me mudar
Porque, é fácil de ver, os africanos são meu povo
E se não é fácil de ver, são teus olhos que te enganam
Eu digo primordial, o DNA nas minhas veias
Conta uma história que as pessoas razoáveis conseguem crer
Mas pode chegar a explodir seus transistores;
A África é o lar de nossos mais recentes antepassados ​​comuns
O que significa que os seres humanos são todos irmãos e irmãs. Então veja a maciça
evidência do Homo erectus
E do Australopithecus afarensis no registro fóssil,
E então tente me provar que não estamos todos ligados.
O registro fóssil tem lacunas, mas não contradições.
E ele complementa a prova que já está nos seus cromossomos
Então eu vim te informar sobre o teu lar ancestral!

Eu sou um Africano, eu sou um Africano
E eu sei o que está acontecendo '
Eu sou um Africano, eu sou um Africano
Os arqueólogos sabem o que está acontecendo '
Você é uma Africano? Você é uma Africano?
Você sabe o que está acontecendo?
Eu sou um Africano, eu sou um Africano
Os Geneticistas sabem o que está acontecendo '

Sim, é fácil de ver, você não pode me mudar
Porque eu serei um Homo sapiens por toda a vida
Sim, é fácil de ver, você não pode me mudar

Porque eu serei um Homo sapiens por toda a vida


Sim, o vermelho é o sangue do meu braço - que corre nas veias
De todos os meus primos da mesma mãe Africana
E o preto é a melanina, que eu acho que perdi
Uma mutação com benefícios para compensar os custos
Pelo menos no Norte, após a grande glaciação
Minha família passou por algumas radiações adaptativas
Começamos como africanos, e depois nos tornamos Eurasianos
E então uma migração final nos fez canadenses
Mas de volta às minhas origem, porque eu entendo
Para cada homem de cor, a África é a pátria-mãe
Então eu estou voltando, é meu direito regressar
Eu só estou contando os fatos, que te convido a aprender
No começo, nós viemos de África; foi Charles Darwin quem previu
Porque é lá vivem os chimpanzés e gorilas modernos
E assim, o verde é o da inveja nos olhos dos defensores do 'desenho inteligente'
e outros analfabetos científicos

Eu sou um Africano, eu sou um Africano
E eu sei o que está acontecendo '
Eu sou um Africano, eu sou um Africano
Os arqueólogos sabem o que está acontecendo '
Você é uma Africano? Você é uma Africano?
Você sabe o que está acontecendo?
Eu sou um Africano, eu sou um Africano
Os Geneticistas sabem o que está acontecendo '

Sim, C-A-N-A-D-Á
Ásia, R-U, E-U-A
R-Ú-S-S-I-A
Não, não estou falando onde estamos
Falo da pátria-mãe

C-H-I-N-A
Á-U-S-T-R-I-A
Oz, Tazmania, e Ucrânia
Não, não estou falando onde estamos
Falo da pátria-mãe

M-O-N-G-Ó-L-I-A
Arábia Saudita e Kuait
Suécia, Dinamarca e Noruega
Não, não estou falando onde estamos
Falo da pátria-mãe

C-O-L-Ô-M-B-I-A
Costa Rica, Í-N-D-I-A
Primeiras nações do A-L-A-S-K-A
Não, não estou falando onde estamos
Falo da pátria-mãe

Fonte: http://bababrinkman.bandcamp.com/track/im-a-african#lyrics

Tradução: Jorge A Quillfeldt (com ajudinha do Google Translator)

4 comentários:

WTon disse...

Pessoal do Fronteiras, please, façam uma legenda pro rap da evolução. Eu entendi mais ou menos bem o vídeo mas eu queria levar pros meus alunos assistirem!!!

Jeferson Arenzon disse...

WTon, usar isso com teus alunos seria MUITO legal. Eu repassei para algumas pessoas que talvez possam ajudar com a tradução, vamos ver. Enquanto isso, no próprio YouTube (botão CC na parte de baixo), podes acionar a opção para transcrever o áudio e depois para traduzí-lo (tens que escolher português). Ainda é experimental e tem vários erros, mas ajuda.

Jeferson Arenzon disse...

Modificamos o post para incluir a tradução (feita pelo Jorge), mas ainda falta alguém sincronizar com o vídeo (alguém se anima?).

Filipe Ronzani disse...

Rap do LHC >>> http://www.youtube.com/watch?v=j50ZssEojtM