segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Auto-Ajuda para C... (céticos, científicos e críticos em geral)

Do you like this post?





(confira este Guia Especial + Dinossauros + Música & Ciência)

*

Página oficial do Fronteiras da Ciência

5 comentários:

matias disse...

então, assim como o pessoal do blog, um cientista.
e o que digo é que assusta-me qualquer tipo de extremismo, como a posição hegemonica dos autores desse blog.
a ciência não se justifica cientificamente.
enfim, um comentário de quem não se reduz a apenas um método para conhecer verdades.

Chico disse...

Não percebo, Matias, esse extremismo que afirmas existir entre os autores do blog. Acho que são até bem flexíveis e certamente bem menos hostis a opiniões contrárias do que a grande maioria dos defensores de crenças não-científicas.

Não deves confundir confiança na base factual e na argumentação lógica com extremismo. Os fatos são inflexíveis, mas isso não é culpa dos cientistas ou dos autores do blog, que reconhecem suas limitações para interpretar fatos.

Talvez estejas, então, te referindo a uma suposta rigidez do método científico, que tornaria também rígida a postura dos cientistas que o seguem fielmente. Nesse caso, sugiro que ouças o programa sobre o método científico (gostei bastante), onde os participantes reconhecem claramente que o método não é rígido nem bem definido. Só é necessário compromisso com o mundo real. A ciência não se justifica pela ciência, mas se justifica pelas expressões factuais da natureza.

Marcos Rogério Mota disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcos Rogério Mota disse...

Evoluímos vivendo em bandos. Isso em parte nos moldou como "seguidores naturais de líderes e de idéias pré concebidas". A maioria de nós vê como natural acreditar no que todo mundo acredita e obedecer a quem todos obedecem.
É o pensar diferente e a capacidade de criticar atitudes de autoridades estabelecidas que fazem a evolução social. Mas por exatamente por contrariar o pensamento geral, essas atitudes não são bem vistas, principalmente em sociedades conservadoras, com maior grau de religiosidade.
Segue:
http://edmundoocetico.blogspot.com/2010/11/ser-cetico-sem-ser-chato.html
Ótimo programa! E cada vez melhor.

Marcos Rogério Mota disse...

Comunidade Carl Sagan no Orkut colocou o link do programa em seu frontispício.