terça-feira, 21 de outubro de 2008

Arca Jurássica

Do you like this post?

Noé construiu uma enorme arca (100 e poucos metros de comprimento), sob comando divino, para salvar os animais do dilúvio. Noé foi o primeiro ativista ecológico documentado. O objetivo era meio tortuoso: inundar o planeta e matar os pecadores. O Todo Poderoso poderia ter poupado Noé desse esforço monumental e matado os pecadores diretamente, mas não, tudo pelo espetáculo. Voltemos aos animais. Quais animais? Todos os que viviam na época. Segundo a posição oficial criacionista, isso incluia os dinossauros (veja aqui e aqui, por exemplo). Você, que já tentou levar um gato ao veterinário, consegue imaginar o problema de colocar mais de 16000 animais (a estimativa é dos criacionistas) em uma arca? Bom, com uma ajudinha divina eles devem ter se comportado. Não se preocupem com o tamanho dos dinossauros, isso não é um problema: os maiores foram colocados ali ainda jovens. Agora o artista Stephen Geddes recriou a cena (foto acima), como crítica ao alucinado Museu Criacionista. Eu quero uma cópia na minha parede! Isso é o que acontece quando fechamos os olhos para as evidências e o cérebro para o pensamento crítico.

PS: para saber como os dinossauros foram extintos DEPOIS de terem sido salvos por Noé (por que não avisaram antes?), veja os comentários e, principalmente os cartoons, no Pharyngula.

2 comentários:

Jef disse...

Um texto relacionado ao número de animais mortos na Bíblia está no ótimo blog do autor da Skeptic's Annotated Bible: ver
aqui .

Celso disse...

Um dos maiores absurdos no mito da arca... Como foi feito com as espécies endêmicas? Noé viajou da Ásia Menor até a América do Sul para pegar os micos da Mata Atlântica? Foi até a Oceania pegar cangurus? E depois ainda passou em cada continente deixando-os de volta? Se sim, por que não relatam a existência dessas terras "além-mar"?