quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O "segredo" sobre "quem somos nós"...

Do you like this post?



escute nosso podcast

5 comentários:

José disse...

Prezados,

Escutei o programa da quantica e quero dizer que voces estao de parabens!!!

Sou professor e recentemente meus alunos me indicaram um livro:
"Fisica e Psicologia" de Joao Bernardes da Rocha Filho. É uma obra interesante,
eu jah li algumas partes, mas ele parece meio confuso (ainda que jah esteja na quarta edicao). Porem nao sei se estah confuso
pela minha ignorancia ou pelo autor.

Voces doutos (nao se assustem por chama-Los assim, eh um elogio) podem verificar a obra,
pelo menos em segmentos, em http://books.google.com.br/books?id=0M9asSwKuIMC&printsec=frontcover&dq=fisica+e+psicologia&hl=pt-BR&ei=fFFwTL3gG8Wclgehr_GcDQ&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=1&ved=0CDIQ6AEwAA#v=onepage&q=fisica%20e%20psicologia&f=false

Verifiquei o curriculo do autor em http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=N177466
e ele parce muito bom, pois eh professor ha anos de uma Universidade de prestigio no Brasil (a PUCRS) e não parece apresentar equivocos no curriculo. A obra é prefaciada por pessoa de muito bom curriculo tambem.

Gostaria de saber a opiniao de voces sobre a obra e seu autor, principalmente seu curriculo.

Desde jah agradecido,

Marco Idiart disse...

Oi José
Eu te confesso que não conheço o autor, apesar de estar aqui do lado na PUC. Mas ele parece ter um currículo sério em ensino de física.
Quanto ao livro eu teria que lê-lo para poder me manisfestar com maior segurança.

O que posso te dar é minha opinião de físico que trabalha com neurosciência. A psicologia humana é resultado do funcionamento do cérebro humano. Até este momento, tudo indica que o cérebro é uma máquina clássica (muito complexa, mas clássica) e não uma máquina quântica. Assim acho (note bem o termo: "acho") improvável uma ligação conceitual direta entre comportamento quântico de partículas como elétrons e o comportamento de pessoas.
Já até escrevi demais para quem nem leu o livro.
Abração

Marco Idiart

José disse...

Obrigado pelo retorno.

Estava esperando se
alguem nao postava mais alguma coisa aqui. Li
outros comentarios e vejo que perguntas muito "pontuais"
nao parecem ser o forte por aqui. Ou talvez o pessoal
nao estaja mais tão motivado como antes....

Sem problemas, afinal tudo é modismo,
até o ceticismo.....

Mesmo assim, muito obrigado.

José (é pseudônimo...
porque afinal... ninguem é de ferro!!)

Marco Idiart disse...

Oi José

Acho ao contrário. A tua pergunta não foi puntual. Tu querias a opinião sobre um livro. Para respondê-la as pessoas teriam que ler o livro, que imagino ninguém aqui leu ou deseja ler. Da próxima vez tente realmente uma pergunta pontual. Tipo um argumento presente no livro. Ai talvez saia um debate mais acalorado.
Abração

Marco Idiart

José disse...

Desculpa Sr. Marco,

Nao sou dotado de "dons sobrenaturais" para discutir um livro sem ler ele
e acho que os demais aqui tambem nao o sao. Claro, a menos que se
quisesse ser um "pregador desonesto" (pregar
para quem nunca lerah com intuito de induzir minha vontade)...
Nao vejo porque. Nao gosto disso.

De mais a mais, acho que
eu consigo "adivinhar" as ideias dos presentes sobre "frases soltas"
ou ideias que "talvez" venham de um livro que nao leram, apenas olhando
os demais posts. Talvez eu nao seja lah muito inteligente, mas realmente
nao preciso se-lo para fazer isto... Vamos comecar de novo!
Desculpa ter sido ironico. Nao percebi o historico do blog.

Estas discussoes acaloradas sao interessantes, mas em geral sao fogo de palha,
que acaba logo. Ha tempo se alguem quiser ler: eh um livro pequenininho,
muuuito menor que a Biblia, o Talmud ou o Corao (OK, acho que eh menos
"importante" para a humanidade tambem...). Eh baratinho! Nao prega
odio de tipo nenhum contra ninguem (li os outros posts e
percebo que a frase "leia para julgar" estah tomando carater
pejorativo... isto sim eh preocupante)! Nao pretende
ser polemico (acho eu). Ateh fico triste
que ninguem aqui vai querer ler,
mas agora jah nao estou lah
muito surpreso. Eh tao facil justificar isto...
mas cruel tambem.

Porem, eh um livro LOCAL com alguma
aceitacao (nao sei a tiragem de cada uma, mas
jah estah na quarta edicao)! Publicado por uma editora de uma
Universidade (logo se enquadra no blog). Com certeza, acredito
eu, serah dificil para voces nao
tomarem alguma posicao sobre ele no final.... Ou silenciarem,
que sempre eh uma resposta muito eloquente.
Nao tenham pressa e julguem com sabedoria!

Voces sao um "...coletivo de professores e estudantes da UFRGS preocupados
com a crescente presença do obscurantismo na cultura brasileira,
inclusive no meio acadêmico,
que deveria caracterizar-se pelo espírito crítico....", lembram?.

De tempos em tempos eu passo por aqui. E NAO TENHAM PRESSA!
Pensem antes de escrever!


Abracos,

José.